O que é spyware e como se prevenir?

Spyware, como a própria tradução já sugere, é uma espécie de programa espião, que invade os dispositivos de usuários da rede (desktops e mobile) e coletam dados indevidamente, como histórico de navegação, senhas, dados secretos etc. Trata-se de uma das atividades maliciosas mais antigas da grande rede, fazendo suas vítimas até hoje em dia.

Como agem os spywares

Uma vez invadido o seu dispositivo, o “programa espião” age em segundo plano, sem que você perceba, coletando todos os dados e informações sobre a navegação. Além de, por meio da análise do padrão de navegação do usuário, poder disparar posteriormente mensagens e e-mails mais eficientes e com maior propensão de o usuário cair no golpe, o spyware também rouba dados diretamente.

Podemos citar, por exemplo, capturas de tela com credenciais de acesso, números e senhas de cartão de crédito, teclas pressionadas etc. Trata-se, portanto, de uma ameaça bastante perigosa.

Tipos de spyware

Dentre os tipos de spyware existentes, podemos destacar os seguintes:

    • programas de interceptação de senha, que têm a finalidade de capturar senhas, das mais triviais às mais críticas, com as palavras-passe coletadas sendo armazenadas em um local no próprio computador da vítima ou em um servidor remoto, como também ocorre com os tipos descritos abaixo;
    • banking trojans, que são programas destinados diretamente ao roubo de dados e senhas bancários, podendo, inclusive, alterar o conteúdo de transações realizadas pelo usuário;
    • keyloggers, aplicativos que têm como finalidade o monitoramento das atividades do computador, como pressionamento de teclas, sites visitados, e-mails, credenciais de sistema etc., realizando, por exemplo, capturas periódicas de tela (printscreens), desvio de documentos impressos em impressoras conectadas etc.
    • infostealer, que verificam as informações existentes em computadores infectados, roubando informações como nomes de usuário, senhas, documentos, arquivos de mídia, histórico de e-mail etc.

Como se proteger de spywares

Além dos diversos softwares no mercado que protegem contra spywares e diversos outros agentes maliciosos, também é importante evitar abrir arquivos de fontes que não sejam confiáveis, clicar em links suspeitos no e-mail, abrir e-mails de remetentes desconhecidos etc.

Entretanto, mesmo que o usuário tenha todos os cuidados e preocupações com a segurança digital, a invasão não está descartada, pois os agentes maliciosos se aproveitam de diversos tipos de vulnerabilidades de segurança dos dispositivos e redes. Por exemplo, por meio de downloads “drive-by” (transferências não intencionais) ou pela execução de um pop-up sem que o usuário clique em rigorosamente nada no site. Ou, até mesmo, sem intenção um usuário infectado pode enviar arquivos maliciosos para outros usuários.

Podemos citar, por fim, a existência hoje em dia de programas que realizam a proteção da rede e seus dispositivos em tempo real, identificando a presença de um invasor antes que a ação maliciosa se concretize.

Spywares em dispositivos móveis

Dispositivos móveis, cada vez mais prevalentes na rede, também são vulneráveis à invasão de spywares. Como exemplos de fontes de infecção, podemos citar redes abertas de Wi-Fi (como em aeroportos e cafés), SMSs com links para download de arquivos mal-intencionados, aplicativos maliciosos escondidos em aplicativos “seguros” etc.

Conheça os serviços de excelência da Target Host!

Com o volume de dados sigilosos e com vazamento com alto impacto lesivo às empresas, estas cada vez mais optam por robustos serviços de tecnologia da informação, os quais incluem complexos dispositivos de segurança, que monitoram em tempo real spyware e diversos outros tipos de invasores. Conte com todos os serviços de TI da Target Host! Entre já em contato.