Fraudes: Saiba como proteger sua empresa

Se você é dono de um negócio, certamente passa muito tempo tentando garantir que tudo corra bem, porém e quando golpistas ameaçam seu negócio? Descubra agora maneira de se proteger de possíveis fraudes.

Táticas dos golpistas

  • Eles são manipuladores, e podem aparentar ser pessoas confiáveis. Muitas vezes, fazem você acreditar que eles possuem alguma relação com uma companhia conhecida ou que fazem parte de algum órgão governamental.
  • Eles possuem senso de urgência. Provavelmente, golpistas te forçarão a uma tomada de decisão rápida, impedindo que você avalie os riscos que pode estar correndo.
  • Eles são intimidadores. Podem dizer que algo terrível irá acontecer com você ou seu negócio, te forçando a realizar um pagamento.
  • Eles utilizam métodos de pagamento não rastreáveis, através de transferências online, cheques sem fundo, ou qualquer outro tipo de pagamento que não tenha ligação a eles.

Como se proteger

Treine seus funcionários

  • Sua melhor defesa é a informação. Converse com sua equipe sobre fraudes, para que eles consigam identifica-las com maior facilidade.
  • Encoraje seus funcionários a denunciarem possíveis golpes. Muitas vezes, golpistas tem múltiplos alvos dentro da organização, e a denuncia de um, poderá ajudar a todos.
  • Instrua seus colaboradores a não passarem senhas ou qualquer outro dado essencial para a empresa por e-mail, muitas vezes é através desses dados que eles tem acesso a informações importantes.

Verifique sempre os pagamentos

  • Cheque todas as transações. Só pague uma conta caso tenha ciência de que todos os itens nela foram solicitados. Diga a sua equipe para fazer o mesmo.
  • Tenha certeza de todos os procedimentos antes de aprovar algum pagamento. Para reduzir riscos, dê apenas a um pequeno grupo de pessoas autorização para realização de pagamentos.
  • Preste atenção em como alguém realiza um pagamento para você. Se alguém insistir para pagar através de transferências online, cheques e outras foram de pagamento incomuns, você pode estar diante de um golpista.

Entenda de tecnologia

  • Lembre-se que e-mail e websites também podem ser fraudulentos. Sempre verifique as informações enviadas antes de abri-los.
  • Fraudes também podem ser feitas através de redes sociais. Caso alguém que você conheça, envie algo que você desconhece, não abra esse tipo de conteúdo, eles podem estar com vírus que podem danificar seu computador.
  • Proteja os arquivos da sua empresa. Senhas e informações financeiras devem ficar armazenadas em locais seguros.

Saiba com quem você está negociando 

  • Antes de fazer qualquer negócio com uma nova companhia, pesquise por ela em sites de busca e verifique se não há nenhuma informação que ligue a mesma a fraudes.
  • Na hora de comprar produtos ou aderir a novos serviços para a sua empresa, converse com outros empresários e peça recomendações.
  • Não pague para ter informações que podem ser adquiridas de graça. Quando tiver qualquer dúvida a respeito do seu negócio, busque primeiro informações em uma unidade do SEBRAE na sua cidade.

Alguns golpes comuns aplicados em pequenos negócios

Falsas ligações

Golpistas podem ligar oferendo produtos ou serviços para o seu negócio. Caso você aceite, eles solicitaram que você realize o pagamento do pedido, e após isso, nunca mais entram em contato.

Propaganda enganosa

Se alguém entra em contato para confirmar a entrega de algum produto ou serviço para sua empresa, verifique sempre se o mesmo foi solicitado. Desconfie também de serviços que são anunciados como gratuitos, muitas vezes pode tratar-se de propaganda enganosa, e após a entrega do serviço, eles informam que deverá haver pagamento do mesmo.

Ameaças 

Muitos golpes são aplicados por pessoas que entram em contato informando ser companhias de energia ou água, e informam que há uma dívida que precisa ser paga, caso contrário, você terá que fechar sua empresa. Essa técnica é utilizada para assusta-lo, e fazer com que você acabe pagando uma conta que não é sua. Golpistas também podem ser passar por agentes do governo, cobrando taxas e impostos, com a ameaça de suspenderão o licenciamento do seu negócio.

Golpes virtuais 

Há muitas fraudes virtuais. Vírus podem invadir e danificar seu sistema, e através disso, conseguem ter acesso a dados importantes em seu computador. Esses golpes costumam ser aplicados por hackers, que conseguem acesso as suas senhas e informações bancárias. Duvide sempre de e-mails e links duvidosos que receber, e use sempre programas anti-vírus que podem ajudar a detectar possíveis ameaças.

Serviços de baixo custo

Alguns golpes podem ser bastante estruturados. Usando falsos testemunhos, vídeos e até simulando serviços de telemarketing, esses golpistas podem te vender um serviço com baixo custo inicial, mas que ficará mais caro com o passar o tempo. Após a realização do pagamento, eles somem sem deixar rastros, deixando muitos empresários com dívidas.

Falsas avaliações 

Atualmente, grande parte dos negócios possuem páginas na internet, onde seus clientes podem avaliar os produtos e serviços oferecidos, e é aí que alguns golpistas agem. Eles anunciam produtos, e criam diversas contas para dar falsas avaliações positivas sobre a empresa. Você acredita estar realizando sua compra em um local confiável, mas na verdade, pode estar sendo vítima de um golpe.

Contratos duvidosos

Golpistas sabem que pequenos negócios sempre querem reduzir seus custos, e dessa maneira, podem oferecer baixas taxas para transações bancárias. Eles te convencem de que estará fazendo o melhor para o seu negócio, porém o contrato é cheio de clausulas dúbias, que podem acabar gerando um transtorno enorme no futuro.

Cheques falso

Um dos tipos mais comuns de golpe é aplicado no pagamento com cheque. O golpista realiza o pagamento, e quando houver tentativa do depósito do mesmo, o banco verificará que trata-se de um cheque falso. Para conferir se um cheque é falso, verifique sempre a linha de números localizada em sua parte inferior. Uma consulta também pode ser realizada no site https://www.chequelegal.com.br/, onde é possível verificar a validade do seu cheque. Se as informações não baterem, você pode estar sendo vítima de um golpe. 

fonte: FTC