Como preparar seu site para a Black Friday

O mês de novembro é marcado por uma série de acontecimentos no meio digital, entre eles, o principal é a Black Friday. Evento iniciado nos Estados Unidos, é conhecido por promover grandes descontos em diferentes categorias de produtos e acontece em lojas físicas e online. Sua realização marca o início do período de compras de fim de ano. Mas como preparar o seu e-commerce para um pico diferenciado de acessos e compras? Vamos ver algumas atitudes essenciais.

Certificado de segurança SSL

Essa dica é importante, mas não só para esse período de promoções. Como dissemos no texto sobre o HTTP/3, o certificado de segurança SSL é essencial para que seu site seja bem rankeado nos mecanismos de busca. Além do mais, ele será o diferencial para garantir a confiança ao seu cliente. Aqui, na Target Host, você pode fazer o orçamento do certificado SSL, basta entrar em contato conosco agora mesmo.

Garanta a presença online

Pode até parecer que não faz sentido, mas é imprescindível que seu site permaneça no ar mesmo com um maior número de acessos. Para isso, entre em contato com a hospedagem e saiba mais sobre servidores dedicados e procure sobre upgrades necessários para que não corra o risco do site sair do ar logo quando você mais precisa.

Suporte é tudo!

Sabendo que seu site terá um maior número de visitantes ativos, é importante que sua hospedagem garanta um suporte rápido, ágil e disponível. Desta forma, qualquer problema que venha a acontecer, será resolvido o mais rápido possível e não afetará o desempenho da sua marca.

Tenha um site responsivo

Mais uma dica essencial não só para a Black Friday, mas também para o bom funcionamento do seu website. É essencial preparar o acesso através de todas as plataformas, incluindo celular, tablet e diferentes tipos de dispositivo. Não dá para correr o risco do usuário não conseguir entrar no seu site na hora que ele procurar, certo? Então, corra e garanta que seu site é responsivo.

Velocidade do site é tudo

Assim como o item anterior, a velocidade do site é item primordial em todos os momentos. Não deixe seu cliente esperando por muito tempo para abrir uma página do seu website. Com concorrentes cada vez mais preparados, você não pode ficar para trás.

Confira a sua hospedagem

A Black Friday acontece em 29 de novembro de 2019 e você precisa estar preparado para receber mais clientes, conversões e compras! Para isso, confira com sua hospedagem todos os pontos citados aqui e tenha certeza que você não terá problemas com o pico de acesso. Para saber mais sobre hospedagem de site, entre em contato com a TargetHost e traga seu site para a gente.

O que é e qual a diferença entre UX Design e UI Design

No campo de desenvolvimento e programação, é importante pesquisa sobre todas as etapas do processo. Seja a escolha da empresa de hospedagem de site até detalhes mais técnicos. Nisso, muitas vezes acabamos confundindo algumas funções e posições no projeto. Entre elas, a função do UI Design e UX Design costuma ser colocada em dúvida por serem bem semelhantes.

Apesar de estarem bem próximos em suas definições, eles não são a mesma coisa e podem ser exercidos por profissionais diferentes dentro da equipe, porém, seus objetivos estão interligados e isso precisa ser levado em consideração. Para diferenciar as duas áreas, vamos falar um pouco mais sobre como funciona e quais os objetivos de cada uma.

UI Design

A tradução do termo UI Design significa “Design de Interface do Usuário”. Esta área é responsável por pensar na parte física que conecta o usuário final a um determinado produto. Este produto final pode ser um aplicativo, um novo software ou até mesmo algo físico, como uma televisão. O controle remoto é um exemplo de produto de UI Design. A forma como os botões são dispostos, os ícones e cores, tamanho e até mesmo o material são decisões desta equipe.

A interface precisa antecipar as reais necessidades do usuário. Um bom projeto de interface precisa garantir que ela seja simples de aprender e fácil de utilizar. Que o usuário possa realizar o que quer de forma direta e óbvia. Tudo de uma forma simples, fácil e com uma experiência “user-friendly”.

UX Design

Assim como o UI Design, aqui, o foco é também o usuário, mas voltado para a experiência do consumidor final. Por isso, o UX e o UI Design estão interligados em seus objetivos: melhorar a interação com o produto. Mas quando falamos da equipe que trabalha com a experiência, eles pensam em uma esfera mais emocional e a relação afetiva do consumidor com o produto em questão. O objetivo é tornar esta interface mais natural e simples, e por isso, seus profissionais estudam o comportamento humano e também do público-alvo em questão para desenvolver esta interface. A projeção da experiência que encanta, fideliza e realiza o usuário.

Diferenças entre UX Design e UI Design

De primeira, parece difícil perceber a diferença entre as duas áreas e, realmente, na prática, elas costumam estar extremamente interligadas e até mesmo interdependentes e pode ficar nebuloso sobre o que é responsabilidade de cada seção. Mas a verdade é que elas fazem parte de um mesmo pacote: melhorar a forma como o usuário final interage com o seu produto. Porém, a principal diferença é que o UX Design lida com a parte mais emocional e o UI Design lida com a parte física, de desenvolvimento do produto em si.

empresa de hospedagem
Diferença entre UX Design e UI Design

Na Target Host, a sua melhor opção de hospedagem, os profissionais de UX Design e UI Design encontram ferramentas como nosso construtor de site prático e completo que irá ajudar no desenvolvimento da melhor interface disponível e que irá permitir uma experiência inesquecível para o usuário.

Veja as vantagens do armazenamento de arquivos na nuvem

O armazenamento em nuvem está disponível para todos os usuários da internet, independentemente de possuírem site ou não. É possível utilizar este serviço para guardar fotos e arquivos através de plataformas como Google Drive, iCloud e Amazon. Mas quando falamos dos arquivos de uma empresa, é preciso apresentar os pontos positivos de utilizar o cloud computing.

Cloud computing é o processamento e armazenamento de dados através de uma plataforma externa. Na Target Host, a CoDrive é a empresa escolhida para o serviço de armazenamento na nuvem para empresas. Com a contratação deste serviço, é possível utilizar os servidores e segurança desta empresa para manter seus arquivos e dados guardados, sem precisar dispor de uma infraestrutura física própria, já que você está pagando para usar uma outra base com acesso remoto.

Mas quais são as vantagens de transferir os dados da minha empresa para um armazenamento em nuvem?

Backup sem riscos e com segurança

Manter os dados da empresa em uma única máquina, mesmo que seja seu computador pessoal ou em mais de um, é uma opção arriscada. Sabemos que máquinas estão sujeitas a problemas técnicos e que uma descarga elétrica em uma noite de chuva, pode queimar seu HD, fazendo você perder todos os dados armazenados. Mantenha um backup dos principais documentos e arquivos na nuvem e não se preocupe mais com dias de chuva ou vírus na máquina.

Redução de custos

Ao contratar uma empresa para o armazenamento dos arquivos da empresa, como, por exemplo, o serviço de cloud drive da TargetHost, você economiza em infraestrutura. Não precisará se preocupar com máquinas para servidores, contas de luz extra para que eles mantenham o funcionamento e nem licenças necessárias. A contratação inclui todas essas questões. Além disso, a compra de espaço é feita sob demanda com opção de aumento conforme necessário.

Acesso irrestrito

É possível se conectar aos arquivos de qualquer lugar com acesso à internet. Sem precisar de uma máquina específica e até mesmo de aparelhos portáteis, como smartphone e tablets, é possível ter acesso aos arquivos da empresa armazenados na nuvem.

Compartilhamento com a equipe

O armazenamento de arquivos na nuvem permite, ainda, que eles sejam compartilhados entre toda a equipe. Desta forma, quando necessário, os colaboradores envolvidos podem acessar o que precisarem na nuvem, de qualquer lugar e de forma rápida e segura. As modificações feitas, também serão rastreadas e podem ser verificadas depois, aumentando a segurança.

O armazenamento de dados na nuvem é um serviço que agrega não só qualidade, mas tecnologia e avanço para a empresa, além de apresentar outras vantagens, como mostramos nos pontos acima. O cloud computing pode mudar, para melhor, a rotina da sua empresa e dos seus funcionários. Contacte agora mesmo a TargetHost e saiba mais sobre os planos disponíveis.

O que é SEO?

Se a sua empresa investe em marketing digital e em estratégias de posicionamento no Google, certamente você já ouviu falar sobre SEO. O conjunto de técnicas que ajuda a melhorar a visibilidade dos sites nos buscadores online e a atrair mais tráfego orgânico.

Mão masculinas digitando notebook

Uma das principais vantagens de investir em SEO é ter o site da sua empresa na primeira página do Google, uma forma comprovada de obter mais cliques e, consequentemente, de atrair mais clientes em potencial.

A questão é que posicionar um site nos primeiros resultados não é tão simples quanto se possa imaginar. Na maioria dos casos, é preciso um trabalho de médio prazo, com otimizações realizadas no site e com a produção de muito conteúdo original e de qualidade.

Entendendo o conceito de SEO

A sigla SEO vem do inglês “Search Engine Optimization”, que, em tradução literal, significa “Otimização para Mecanismos de Buscas”. Apesar de ainda gerar dúvidas em muitas pessoas, o conceito de SEO e suas técnicas não são recentes. Já há alguns anos os especialistas vêm reforçando a importância desse tipo de estratégia para as empresas que desejam se destacar no ambiente digital.

O SEO é implementado nos sites por meio da produção de um grande volume de conteúdos relevantes, baseados em um estudo prévio de palavras-chave, que pode ser feito a partir da análise do Google Trends ou do Planejador de Palavras-Chave do Google. É importante deixar claro que as palavras-chave precisam ter relação com o seu nicho de mercado.

Ao definir os termos mais importantes para o seu segmento, comece a escrever textos qualificados e aprofundados tendo como base as palavras-chave mais importantes. Algumas técnicas sugerem que a palavra-chave seja utilizada no primeiro parágrafo do texto, no título e nos subtítulos, sempre de forma natural e sem perder de vista a importância de ter um conteúdo denso, sem plágio e que seja realmente interessante para o leitor.

Além disso, é preciso otimizar o site na versão mobile, ou seja, com um design responsivo que se adapte aos mais variados formatos de telas dos smartphones e tablets. O Google tem dado maior relevância e indexado melhor os sites que já possuem uma versão mobile.

A estratégia é extremamente eficaz para negócios locais, que podem conquistar notoriedade e novos clientes ranqueando seus sites ou lojas virtuais por geolocalização, com o uso de palavras-chave que destaquem os serviços e as regiões atendidas pela empresa em uma cidade, por exemplo.

O próprio Google reforça que 82% dos usuários de smartphones utilizam a ferramenta de busca para procurar por negócios locais e prestadores de serviços em suas regiões de domicílio. Agora imagine o que pode acontecer com a sua empresa se ela conseguir se posicionar com uma boa palavra-chave na primeira página do Google! Você poderá atrair mais clientes, receber mais telefonemas, mais solicitações de orçamento e, consequentemente, ter melhores resultados financeiros.

Como as empresas utilizam o SEO?

Em geral, as empresas adotam um planejamento de marketing digital que inclui a produção de conteúdo SEO. As publicações no site devem ser periódicas para que o Google entenda que a página é relevante e, assim, melhore seu posicionamento nas buscas.

Além disso, é preciso trabalhar com as palavras-chave nas meta descriptions, nos titles e no H1. Contar com uma equipe especializada em SEO é o melhor caminho para obter resultados efetivos.

Se você deseja saber mais sobre SEO e colocar sua empresa na primeira página do Google, entre em contato com a equipe da Target Host. Lembre-se que 95% de todas as pesquisas realizadas na internet no Brasil são concentradas no Google e que sua empresa tem muito a ganhar ao conquistar um bom ranqueamento no buscador!

Como usar o Instagram em seu negócio?

Uma estratégia que vem ganhando cada vez mais destaque no marketing digital é usar o Instagram para negócios. A rede social já bateu a marca de mais de 1 bilhão de usuários ativos no mundo. E é a queridinha quando se trata de ações de divulgação, captação de leads, venda de produtos e rede de contatos. Mas saber como usar o Instagram em seu negócio pode ser um desafio, especialmente se lhe faltam habilidades com as palavras, comunicação persuasiva ou talento para produzir boas fotografias e vídeos.

Mão segurando celular logado no Instagram

Ter sucesso no Instagram, conquistar seguidores e conseguir fortalecer uma marca ou empresa são ações que exigem uma postura profissional. É preciso encarar a rede social como uma importante ferramenta de comunicação e marketing. Ela não deve ser apenas um canal para ser usado esporadicamente.

Para reforçar a importância do Instagram e suas vantagens estratégicas em relação a outras redes sociais, separamos aqui uma lista de como a ferramenta pode ser usada por diferentes tipos de negócios para gerar engajamento, conversão de vendas e reconhecimento. Confira!

Por que usar o Instagram para divulgar o seu negócio?

O Instagram é uma rede social com aspecto limpo. Suas funcionalidades são adoradas pelo público e têm bastante foco na comunicação. Ao contrário do Facebook, que vem se perdendo por causa do grande volume de fake news e pelo baixo alcance das postagens, o Instagram é uma rede social mais organizada, tanto visualmente quanto em relação ao tipo de conteúdo compartilhado pelos usuários.

Para entender como usar o Instagram em seu negócio, é necessário reconhecer as funcionalidades dessa rede. Hoje, o Instagram oferece diversas possibilidades para a produção e distribuição de conteúdo. Há postagens de fotos e vídeos no feed, os stories, as transmissões ao vivo e a IGTV. Para todos estes formatos, é fundamental criar conteúdo de qualidade, interessante e que desperte o interesse dos usuários.

Atualmente, o Instagram é consagrado como a rede social mais popular do mundo. O crescimento do número de usuários não para. O primeiro passo para usar o Instagram para negócios é criar um perfil comercial completo. Forneça informações relevantes, que ajudem o público a entender o que a sua empresa faz. O que te diferencia dos concorrentes. Em seguida, vem a fase de fazer um calendário e um planejamento de publicações.

O Instagram for Business também permite que as empresas façam anúncios segmentados. Estes, têm o objetivo de atrair mais seguidores e gerar reconhecimento para o perfil na rede social. Todos os perfis comerciais com mais de 100 seguidores têm acesso a informações importantes e estratégicas para nortear suas ações, como alcance, impressões e engajamento de cada post feito. Com isso, fica mais fácil entender qual tipo de conteúdo faz mais sucesso entre os seguidores.

Usar as ferramentas do Instagram de forma profissional também permite que as empresas conheçam seus seguidores, tendo acesso a informações como gênero, localização, idade, horários em que os seguidores costumam acessar mais a rede social, entre outros dados. Analisando estas informações, a empresa consegue definir ações mais direcionadas e qualificadas para as publicações.

Quem pode usar o Instagram para negócios?

Absolutamente todas as marcas, empresas, profissionais liberais e personalidades podem usar o Instagram para negócios. A ferramenta é eficaz para todos os segmentos, desde um pequeno comércio de bairro até uma multinacional. Isso faz do Instagram um canal democrático, acessível e eficiente para ações de marketing.

Se a sua intenção é fazer com que as pessoas entrem em contato com o seu negócio, basta definir como estes clientes vão estabelecer este contato. Existem diversas formas diferentes, seja por telefone, e-mail ou mensagem direta. As métricas sobre cada publicação estão disponíveis na área de Insights.

Além disso, sua empresa pode usar a ferramenta de promoção para impulsionar e aumentar a performance e os resultados de publicações. Para isso, basta escolher o post, definir o público-alvo e o tempo de duração do anúncio, fazer o pagamento e esperar os bons resultados!

A Target Host também oferece serviços de hospedagem de sites, revenda de hospedagem, e-mail profissional, transferência de domínio, e-mail marketing e muitos outros. Faça contato!

 

<

O que é data driven marketing?

Hoje, existem bilhões de internautas em todo o mundo. Uns usam a internet para lazer, outros para trabalho e muitos para compras. Como um tsunami, as vendas online cresceram muito em vários países. Para não ficar de fora desta onda, muitas empresas têm buscado soluções para aprimorar seu desempenho virtual. Um exemplo é a utilização do recurso de data driven marketing.

Mulher fazendo compra online

O Brasil teve em novembro do ano passado a segunda maior alta da história em volume de vendas online. De acordo com o IBGE, 2018 registrou alta de 2,9% nas negociações virtuais na comparação com o ano anterior. O resultado foi reflexo das vendas da Black Friday e, para o mercado, isso pode ter vários significados.

Economistas afirmam que pode ser um sinal de que o consumidor está retomando a sua confiança com o mercado. Já as empresas de tecnologia enxergam estes promissores números como um termômetro para suas ações de marketing.

Entenda o conceito e a importância do data driven marketing

Para o usuário, navegar na internet pode ser uma simples atividade rotineira. Você pula de página em página, consumindo informações para o seu começo de dia, se diverte com filmes e jogos. O que poucos internautas sabem é que tudo o que fazem na rede é computado, e essas ações são convertidas em dados.

Entre inúmeras funções, estes dados são grandes aliados de empresas. Eles ajudam a melhorar seu desempenho no mundo virtual, e também estreitar relações com quem está do outro lado da tela.

As informações dos usuários, como tempo de permanência e conteúdo buscado, são enviadas para planilhas. Saber, por exemplo que moradores de determinada cidade estão buscando por um serviço específico na internet pode ser decisivo para quem aposta em e-commerce.

Com o tamanho da quantidade de dados gerada, ficaria difícil interpretar todas estas informações. Além de dificultosa, a tarefa não seria eficaz. Não traria a resposta na velocidade que a internet requer. Para auxiliar nesta missão, existe uma ferramenta chamada data driven marketing. Ela nada mais é do que ações de divulgação de uma empresa, embasadas nas informações coletadas na rede.

Com as informações em mãos, a equipe que trabalha com ações para atingir o mercado não saberá apenas onde está o seu público-alvo, mas principalmente como abordá-lo.

Além da otimização do tempo, o uso do data driven marketing permitirá o planejamento e desenvolvimento de ações personalizadas. Será possível abordar o cliente de uma maneira mais pessoal e, com isso, obter melhores resultados.

Uma pesquisa feita recentemente pela Forbes, constatou que líderes de marketing que usam os dados para traçar metas e ações no mercado possuem uma probabilidade seis vezes maior de obter vantagem e lucratividade. O mesmo estudo constatou que 2/3 das empresas que usam estas informações conseguem obter novos clientes.

Independentemente da forma como acessa a rede e para qual finalidade, sempre haverá uma ação de marketing envolvida. A internet está repleta de informações publicitárias, anunciando variados produtos e serviços. E o data driven marketing ajuda a tornar este processo mais fácil e assertivo. Para as empresas, a dica é a seguinte: hoje em dia não basta estar na internet, é importante saber como trabalhar com as ferramentas que ela oferece!

A Target Host é uma empresa que atua no mercado de soluções de internet desde 2003, com locação de espaço para hospedagem de sites na internet e também registro de domínios nacionais e internacionais. Fornece infraestrutura cloud para grandes clientes em todos os estados brasileiros e atua na integração de soluções de internet e e-commerce em todos os segmentos do mercado.

Como SEO pode ajudar a aumentar o tráfego do seu site

seo-computador

Se você está pensando em criar seu site, ou se já possui um, certamente sempre irá querer aumentar o tráfego de usuários nele. Porém, há uma maneira muito simples de melhorar o tráfego de usuários: otimizando seu site para SEO.

Como funciona

falamos aqui que uma das coisas importantes do SEO são as metatags. Elas são palavras chave que vão fazer com que os robôs dos sites de busca encontrem seu site com maior facilidade. Algumas vezes, metatags erradas são utilizadas, com isso seu site não irá aparecer nas buscas com clareza.

Atualmente, existem algumas ferramentas que podem auxiliar você na criação dessas palavras chave, se você não saiba por onde começar. O Google Ads possui uma função chamada Planejador de Palavras Chave. Essa ferramenta ajudará você a descobrir palavras chave que podem ser utilizadas no seu site.

Depois de descobrir quais as palavras chave poderão ser inseridas no código-fonte do seu site, é hora de otimizar o conteúdo do seu site, bem como também as informações que vem de fora dele. Já que o SEO pode ser dividido em duas categorias:

  • SEO On-page: Está relacionado a tudo dentro do seu site, como as páginas, conteúdo e etc.
  • SEO Off-page: Está relacionado a tudo que vem de fora do seu site, como controle das mídias social, criação de links, bookmarking, etc.

 

SEO On-page

O SEO on-page, como esta relacionado a estrutura do seu site, é o primeiro que deve ser implementado. E há alguns fatores importantes nos quais você deverá se concentrar. Veja só algumas dicas.
  • Título das páginas: crie um título relacionado as palavras-chave que você escolheu. O título não pode passar de 63 caracteres, que é o limite do Google para exibição de um título inteiro. Portanto, se estiver vendendo algum produto, por exemplo, coloque no título da página o nome do produto, suas características, coisas que irão destaca-lo.
  • Meta Description: o meta description são aqueles textos que aparecem logo abaixo dos resultados do Google. Deve ser algo que vai ajudar o usuário a clicar no seu site. O ideal é que sejam inseridas nesta descrição palavras-chave que já tenham sido utilizadas.
  • Cabeçalhos: quando o conteúdo está bem formatado e fácil de se ler, os motores de busca funcionam de maneira melhor. Assim, procure sempre usar tags de cabeçalho (H1, H2, H3) no conteúdo do seu site. Inclua também palavras chave nos cabeçalhos, pelo menos uma já irá ajudar o site a obter uma visibilidade maior.
  • Endereço do site: a URL de uma página irá informar ao usuário de que se trata aquele conteúdo. Contudo, é ideal inserir o conteúdo de forma simples, separando as palavras por traços e se possível, também utilizar uma das palavras chave que você escolheu.
  • Texto alternativo em imagens: caso a imagem que estiver sendo utilizada como destaque não carregue, é bom inserir um texto alternativo na imagem. Em suma, este texto deve conter uma indicação do que está sendo representado na imagem e se possível, também deverá ser inserida uma palavra chave.
  • Design: o site também precisa ter um design responsivo, com fácil utilização tanto em dispositivos móveis, como em computadores. Com uma navegação fluída, os usuários se sentirão mais interessados em utilizar seu site.

SEO Off-page

Depois de conferir se seu site está atendendo todos os requisitos de SEO on-page, enfim é a hora de fazer a otimização SEO off-page. Conforme explicamos acima, esta categoria de SEO possui relação com fatores externos do seu site, visto que pode agregar usuários que não são provenientes de sites de busca. E como fazer isso?

  • Parcerias: você pode buscar firmar parcerias com outros sites. Estes, podem linkar sua página em postagens. Entretanto, lembre-se de buscar por parceiros com conteúdos relacionados ao seu.
  • Conteúdo: busque sempre criar conteúdos úteis, afinal, com materiais relevantes, você conseguirá um engajamento muito maior.
  • Comentários: em outros sites ou fóruns da internet, você pode fazer comentários. Estes, devem ser relevantes, apresentar um conteúdo bastante conciso e relacionado a ambas publicações. No final, basta colocar o link pedindo que visitem o seu site.
  • Redes sociais: invista em redes sociais. Publique seus conteúdos, de forma que estes possam ser compartilhados pelos usuários da rede diretamente de sua página. Facebook e Instagram são dois exemplos de redes sociais que geram bastante engajamento para o site.
  • Botões de compartilhamento: É sempre bom disponibilizar botões de compartilhamento. Dessa forma, se um usuário gostar do conteúdo, fica muito mais fácil dele compartilhar com seus amigos.

 

É claro que é possível obter bons resultados investindo apenas em SEO on-page. Porém, para alcançar um engajamento melhor e mais acessos ao seu site, é ideal trabalhar nos dois, já que eles são processos complementares.

Descubra mais informações, preencha o formulário abaixo. Assim, você irá conhecer mais sobre como utilizar o WordPress para otimizar o site da sua empresa e melhorar seus resultados!


UX Design: o que é?

O design sempre fez muita diferença na apresentação dos produtos, por uma questão estética, puramente visual. Para saber o que é UX Design, é preciso avançar no conceito do design que atua simplesmente para causar uma boa impressão ou destacar um produto nas prateleiras.

Designers desenhando o app e website no conceito ux design

No UX Design, o projeto de apresentação de um produto ou serviço é elaborado para melhorar a experiência do usuário.. Despertando a vontade de usar porque é trata-se de algo que funciona bem.

A maneira como um produto ou serviço se relaciona com o cliente é o conceito que move o UX Design. Ele existe para aprimorar essa relação, tornando essa interação mais natural e simplificada.

A sigla UX Design significa User Experience Design. Traduzindo, é algo como “design da experiência do usuário”. Este conceito, que se transformou em método de trabalho e cresceu graças às novas tecnologias, busca oferecer ao cliente uma experiência acima da média. Algo que seja realmente um diferencial, e que possa atuar nos mais diversos produtos e serviços. Tais como:

  • um e-commerce com uma boa experiência de navegação;
  • um ponto de venda agradável;
  • uma embalagem prática e fácil de usar;
  • um aplicativo que roda muito bem;
  • plataformas que apresentam interatividade com o cliente;
  • dentre outras possibilidades.

O objetivo do UX Design é compreender o que o usuário deseja e transformar esta ciência ou tarefa em realidade. A percepção do cliente no final desta troca é muito importante, e precisa ser positiva.

No UX Design, todo o processo do contato de um cliente com um produto ou serviço é levado em consideração. Por isso, os valores fazem sentido. Seja na propaganda, no posicionamento da marca, no atendimento telefônico… Tudo isso é fundamental para compreender a percepção do cliente.

Os valores afetivos também são importantes. No UX Design, o sentimento que o usuário expressa é muito importante, para não dizer determinante.

Como funciona o trabalho de elaboração do UX Design?

Cada usuário tem uma experiência extremamente pessoal com um site, embalagem, marca de roupa, ponto de venda. Na estratégia do UX Design, os designers se esforçam para criar perfis dos usuários, principalmente com testes e pesquisas.

Quando a empresa percebe que os consumidores têm uma boa experiência com seu produto e serviço, os investimentos em comunicação são ampliados. Por consequência, a fidelização dos clientes se torna mais eficiente. Assim, tudo o que for necessário para a captação de dados a respeito das predileções, comportamentos, interações, vontades e satisfações do usuário, faz diferença.

Nesse processo, são recolhidas informações valiosas sobre o consumidor e sobre os aspectos a serem melhorados, fazendo com que os investimentos em aprimoramento contínuo sejam mais certeiros.

A aplicação do UX Design envolve as pesquisas sobre o perfil e comportamento do usuário, a mensuração e coordenação de interações físicas e cognitivas, assim como a coordenação, projeção e desenvolvimento de processos para facilitar a experiência e satisfazer o usuário.

É importante investir em um projeto de UX Design?

Com certeza! Existem profissionais especializados em analisar como está a relação do usuário com o serviço, marca ou produto que sua empresa oferece. Obviamente, a experiência do público precisa ser testada, pesquisada e ajustada em vários momentos.

O sucesso do produto final depende diretamente de como o usuário é recebido e qual é a sua interação com a empresa. Se o planejamento não considera os anseios do usuário, mesmo um produto excelente, acaba sendo deixado de lado pelo público. Pense nisso!

Conheça a Target Host, empresa que atua no mercado de soluções de internet desde 2003, com locação de espaço para hospedagem de sites na internet e também registro de domínios nacionais e internacionais. Fornece infraestrutura cloud para grande clientes em todos os estados Brasileiros e atua na integração de soluções de internet e e-commerce em todos os segmentos do mercado.

 

>

7 dicas para melhorar o trabalho home office

Ok, o seu chefe liberou o trabalho home office. A partir de agora, você vai trabalhar em casa com total liberdade e sem perder tempo no trânsito no trajeto até o trabalho. Mas, antes de começar, vale a pena conferir as 7 dicas para o melhorar o seu trabalho de home office.

Homem trabalhando casa

Trabalhar em casa não é fácil como muitos imaginam. Se você não estabelecer as regras, o que parecia ser um ganho – a possibilidade de fazer home office – pode virar um pesadelo. Portanto, vamos às dicas!

1 – Figurino

Pijama nem pensar! Essa é a nossa primeira dica para o trabalho de home office. Pantufas e pijamas não combinam com trabalho. Ao se vestir dessa forma para trabalhar, você passará a sensação de relaxamento para o seu cérebro e a sua produtividade não será tão efetiva. Por este motivo, a regra é a seguinte: vista-se como se fosse trabalhar normalmente na empresa. Combinado?

2 – Alô, família!

Vai fazer home office na sua casa mesmo, certo? Então é o seguinte: convoque sua família para uma reunião objetiva antes de iniciar os trabalhos. Isso porque todos precisam saber que home office é trabalho. E que você não estará disponível para tarefas simples da casa durante o expediente.

A dica é que todos possam imaginar que você continua na empresa. Isso vai evitar que seu parceiro ou parceira, por exemplo, peça para você acompanhar o funcionário que vai verificar o vazamento da pia do banheiro. Já pensou? Se a sua família achar que home office é “férias”, você vai ficar sempre à disposição dos filhos e das tarefas do cotidiano da casa. Fuja dessa!

3 – Estrutura

Como está a sua conexão com a internet? É preciso ter a segurança de que você não vai ficar off-line de repente e perder aquela reunião via aplicativo que todos já tinham agendado. Internet lenta também é complicado. Você não pode dar desculpas como, por exemplo, “minha internet aqui em casa está lenta e não consigo abrir o arquivo que você me enviou”.

A ideia é que o trabalho de home office funcione tão bem quanto se você estivesse na empresa. Além da internet, há outras questões básicas de estrutura, como telefone, luz, água etc.

4 – Ferramentas

Esqueci na empresa aquela pasta onde consulto todos os detalhes dos clientes. Esqueci na empresa aquele cartão que utilizo para fazer as aplicações. Sempre que faço determinado tipo de serviço, consulto pessoalmente o funcionário daquela área para saber se está tudo correto. Essas afirmações não podem existir quando estamos falando de home office. Todas as ferramentas necessárias para o seu trabalho precisam estar ao seu alcance.

5 – Distração

Cuidado com distrações. Na empresa, você nunca trabalhou com música alta. Mas, ao fazer o home office, quer experimentar o trabalho com aquela música no último volume como pano de fundo. Não vai funcionar! Redes sociais também podem te atrapalhar durante o expediente. Então a dica é focar ao máximo e fugir dessas pegadinhas.

6 – Horário

”Ah, já que estou de home office, vou acordar mais tarde”. “Ah, já que estou de home office, vou trabalhar de madrugada”. Cuidado. A principal dica é seguir o horário que você fazia na empresa. Desta forma, você terá um padrão para seguir e estará com o horário alinhado com os seus demais colegas. Criar horários diferenciados pode te atrapalhar muito em sua rotina.

7 – Liberdade

Por fim, aproveite! É isso mesmo. Home office é um grande benefício e que precisa ser utilizado da melhor forma. Quando se está trabalhando em home office, sua mente fica mais livre para criações e você tem mais liberdade em sua rotina. A dica final, portanto, é aproveitar essa liberdade com sabedoria para somar em seu trabalho. Boa sorte! E bom trabalho.

Conheça a Target Host, empresa que atua no mercado de soluções de internet desde 2003, com locação de espaço para hospedagem de sites na internet e também registro de domínios nacionais e internacionais. Fornece infraestrutura cloud para grande clientes em todos os estados brasileiros e atua na integração de soluções de internet e e-commerce em todos os segmentos do mercado. Clique aqui e conheça nossos planos de hospedagem!

<

Como fazer marketing no Youtube?

Se você é um usuário assíduo do Youtube, gosta de assistir aos vídeos postados pelos mais diversos canais e quer saber como fazer marketing no Youtube, vamos passar neste texto blog as informações necessárias para ordenar suas primeiras ações de divulgação na plataforma.

You Tube Web Site no PC

Nas pesquisas feitas pela internet, o Youtube aparece como o segundo buscador mais usado, perdendo apenas para o Google. Ou seja, quem não encontra no Google ou prefere assistir a um vídeo sobre o assunto pesquisado, utiliza a plataforma.

O marketing no Youtube tem 1 bilhão de usuários ativos. Todos os meses, 6 bilhões de horas de vídeos são assistidas por usuários do mundo todo. Certamente, uma parcela dessas pessoas faz parte do seu público e inclui potenciais clientes.

O primeiro passo de marketing no Youtube é saber se o seu público assiste a canais que têm ligação com seu produto ou serviço. Exemplo: você tem uma loja de produtos para pesca. Os usuários do Youtube procuram vídeos de pescaria? Se sim, você está no caminho certo!

Criando o conteúdo para a campanha de marketing no Youtube

Se seu público consome vídeos regularmente, qual tipo de conteúdo você deve fazer para suas ações de marketing no Youtube? Neste caso, é preciso pensar em conteúdo de qualidade. Não faça um vídeo apenas por fazer, como se fosse funcionar. Não é assim!

Os vídeos precisam ser profissionais, com edição de qualidade, roteiro (começo, meio e fim), de assuntos interessantes para o público e publicados com frequência, em série. Não é apenas com um vídeo bom que aparecerão os resultados através do marketing no Youtube.

Também é preciso pensar em como converter e, para isso, usar o seu próprio domínio e trabalhar com anúncios vinculados a ele pode ser uma ótima solução. O compartilhamento do material é feito no Youtube. Em geral, você ou sua agência de comunicação pode organizar o marketing no Youtube com 4 objetivos principais:

Educar o mercado: seus vídeos são produzidos para ensinar os clientes como seu produto e serviço funcionam, quais são as soluções que eles apresentam.

Tutoriais: para saber como fazer alguma coisa; vídeos que demonstram o passo a passo, do começo ao fim, costumam atrair muitas visualizações.

Vídeo Ad’s: nesse sistema de marketing no Youtube, os anúncios são organizados para aumentar as visualizações dos seus vídeos. É interessante para canais que ainda estão começando, que precisam ganhar relevância.

O marketing no Youtube também pode ser pensado de forma organizada, já que permite integração com outros canais digitais que sua empresa possui. Também é importante trabalhar com vídeos bastante criativos, que sejam inovadores.

Como potencializar sua estratégia de marketing no Youtube com otimização?

Os vídeos precisam ser otimizados, caso contrário seus resultados podem ser inexpressivos. Para isso, será preciso trabalhar a metadata e todo o conteúdo em texto que tenha ligação com o seu material de vídeo, como:

Title Tag: nesse texto, é preciso trabalhar com a Attention Grabbing Optimization, uma prática de SEO voltada a chamar a atenção do público. Para isso, opte por palavras-chave que sejam de interesse do seu público, logo no início do título. Usar letras maiúsculas pode melhorar bastante o resultado.

Descrição dos vídeos: logo no começo da descrição, coloque os links que direcionam as pessoas para o seu site. Utilize palavras-chave e mantenha o SEO equilibrado.

Tags: coloque as tags que podem facilitar o processo para os usuários encontrarem o seu vídeo mais rapidamente.

Com esses passos, já é possível iniciar suas estratégias de divulgação de vídeos. As dicas de marketing no Youtube apresentadas acima estão bastante distantes do universo de diversas pessoas e, por isso, contar com suporte profissional é essencial para obter bons retornos e mensurar os resultados!